GovTechs

Bem-vinde à Startup Scanner, a ferramenta da Liga Ventures com o apoio estratégico da PwC Brasil para que você possa acompanhar o mapa de startups brasileiras com soluções para as áreas de Gov Techs, de forma dinâmica e com atualização constante!

Crie sua lista de favoritos, acompanhe os movimentos e sugira novas startups.

74 Startups

14

CATEGORIAS

2

Novas startups no último mês

31

CIDADES

[liga-id-estudo]

MAPA DE STARTUPS

Agrupamos as 74 startups encontradas em 14 categorias explicadas a seguir.

Construção e Planejamento Urbano
3
Startups
Soluções que visam acelerar e aprimorar as obras públicas, melhorando seu planejamento e execução.
Controle Social e Transparência
5
Startups
Startups com soluções que permitem mais participação da sociedade e promovem uma cultura de governo aberto.
Educação Pública
3
Startups
Startups com soluções que visam melhorias dos processos e serviços de educação prestados pela rede pública.
Eficiência da Gestão Pública
6
Startups
Soluções que permitem ao poder público ganhar eficiência operacional, otimizando processos e recursos.
Finanças e Gestão Orçamentária
4
Startups
Soluções centradas na arrecadação, fiscalização e desempenho da gestão orçamentária na administração pública.
Legislação
3
Startups
Startups com soluções e alternativas que visam obter maior celeridade e inteligência nos serviços e processo legislativo.
Licitações e Contratos
8
Startups
Startups com soluções que facilitam e simplificam o processo de orçamentos, cotações e compras públicas.
Mobilidade Urbana
6
Startups
Alternativas e soluções para o monitoramento, controle e integração de meios de transporte urbanos.
Qualidade dos Serviços Públicos
5
Startups
Startups que desenvolvem soluções para mensurar e aprimorar a experiência do usuário dos serviços públicos.
Saúde Pública
6
Startups
Startups com soluções que visam melhorias dos processos e serviços de saúde prestados pela rede pública.
Segurança Pública
2
Startups
Startups com soluções focadas em promover um sistema de segurança mais eficaz e acessível para os cidadãos.
Smart Cities
12
Startups
Startups com soluções de infraestrutura e conectividade para tornar as cidades mais inteligentes e integradas.
Sustentabilidade
4
Startups
Startups com soluções focadas em tornar a gestão pública mais sustentável e alinhada a questões ambientais.
Transformação Digital
7
Startups
Startups com soluções capazes de otimizar atividades, inovando na digitalização e integração de processos.

DEMOGRAPHICS

Acompanhe a distribuição das startups por ano, cidade e estado de fundação e por categoria de atuação.

Por Estado e Cidade

SP (32.43%)
MG (12.16%)
SC (12.16%)
RJ (6.76%)
DF (6.76%)
PR (6.76%)
ES (4.05%)
PE (2.70%)
RS (2.70%)
CE (2.70%)
São Paulo (25.68%)
Brasília (6.76%)
Rio de Janeiro (6.76%)
Belo Horizonte (6.76%)
Florianópolis (5.41%)
Vitória (4.05%)
Itajubá (2.70%)
Porto Alegre (2.70%)
Blumenau (2.70%)
Fortaleza (2.70%)

Por Categoria

Smart Cities (16.22%)
Licitações e Contratos (10.81%)
Transformação Digital (9.46%)
Eficiência da Gestão Pública (8.11%)
Mobilidade Urbana (8.11%)
Saúde Pública (8.11%)
Controle Social e Transparência (6.76%)
Qualidade dos Serviços Públicos (6.76%)
Sustentabilidade (5.41%)
Finanças e Gestão Orçamentária (5.41%)
Educação Pública (4.05%)
Legislação (4.05%)
Construção e Planejamento Urbano (4.05%)
Segurança Pública (2.70%)

Por Ano de Fundação

2021 (1.35%)
2020 (4.05%)
2019 (5.41%)
2018 (10.81%)
2017 (16.22%)
2016 (16.22%)
2015 (6.76%)
2014 (12.16%)
2013 (4.05%)
2012 (2.70%)

METODOLOGIA

Para a construção do mapa a seguir, foram consideradas startups ativas e / ou com rastro de atividade, em canais públicos e redes sociais, não foram incluídos negócios em fase de ideia ou concepção. As categorias propostas foram definidas com base na mensagem principal identificada nos canais de comunicação das startups.

Entende-se govtechs como negócios desenhados para os problemas do governo. Neste sentido, foi observado como critério de classificação o interesse expresso no site e nas redes sociais da startup em vender para o governo. Startups com vendas aleatórias ou eventuais para o governo não foram classificadas como govtechs.

Uma vez que o poder público pode comprar absolutamente qualquer coisa, desde papel e caneta até computadores quânticos, um dos aspectos fundamentais interpretados pela LIGA para interpretar uma startup como govtech foi a compatibilidade e o direcionamento da proposta de valor para a gestão pública. Outro aspecto importante, foi identificar negócios escaláveis ou com potencial de escalabilidade na gestão pública.

Este mapeamentos foi realizado a partir de diversas fontes, como inscrições para os programas de aceleração, recebimento de outros estudos e eventos da Liga Ventures, a plataforma DisruptBox, recomendações de parceiros externos, notícias em portais de negócios, bases abertas, indicações diretas e busca ativa de startups. Todos os dados aqui expostos e usados para estudo respeitam as políticas de privacidade e uso das informações, seguindo a não-individualização dos dados.

Por se tratar de um mercado com mudanças constantes, estes estudos são dinâmicos e terão atualizações periódicas para contemplar esses movimentos e expor novas startups que não apareceram nesta versão.

+16.000

Base total de Startups

74

GovTechs